sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Senado aprova projeto com cotas e a meia-entrada é ameaçada

senadoNa tarde desta terça feira, ignorando os apelos das lideranças estudantis, a Comissão de Educação do Senado aprovou a proposta de regulamentação que estabele cotas de 40% dos ingressos para a meia-entrada.

A medida, proposta pelo senador tucano Eduardo Azeredo e mantida no substitutivo de Marisa Serrano, sua companheira de partido, na prática pode significar a supressão do direito dos estudantes, já que a fiscalização do respeito às cotas é inviável.

Para Lúcia Stumpf, presidente da UNE, "a experiência nos mostra que, nos municípios onde há o sistema de cotas, elas não são asseguradas aos estudantes. Isto porque a fiscalização é impossível. O próprio setor do empresariado cultural e artístico admite que não há meios de assegurar o respeito às cotas de meia-entrada".

O movimento estudantil quer ampliar o debate sobre o projeto e deve propor, por intermédio do senador Inácio Arruda (PCdoB-CE), que o projeto vá ao plenário da Casa para votação.

Com informações do estudanet

Um comentário:

Francisco disse...

O pessoal do Paraná precisa conversar com o Senador do PT Flávio Arns para demovê-lo da defesa do projeto.

Professor Kico